domingo, 4 de novembro de 2007

Avião cai na zona norte de SP e mata ao menos seis pessoas

04/11/2007 - 15h12

Da Redação
Em São Paulo

Atualizado às 18h14

Um avião de pequeno porte Learjet caiu na região norte de São Paulo, após decolar do Campo de Marte. O Corpo de Bombeiros chegou a confirmar a morte de sete pessoas, mas corrigiu a informação e agora fala em seis, já que o mesmo corpo foi contado duas vezes. Não há confirmação se são todos passageiros ou moradores da região, pois o avião atingiu residências na rua Bernadirno de Sena, próximo à avenida Casa Verde.

JATO MODELO LEARJET 35 CAI EM SP
Rogerio Cassimiro / Folha Imagem
Na imagem, homem do Corpo de Bombeiros trabalha próximo à cauda do jato Learjet, prefixo PT-OVC...
Reprodução Maplink
...que caiu sobre área residencial, na rua Bernardino de Sena, no bairro da Casa Verde, zona norte de São Paulo




Segundo a Infraero, a aeronave decolou às 14h11 e ia para o Rio de Janeiro. Não se sabe o número de ocupantes, mas o modelo Learjet 35 tem capacidade para oito passageiros e dois pilotos.

A Secretaria de Segurança Pública confirma o resgate de duas pessoas, sendo uma delas uma criança. Ambas foram levadas ao Hospital do Mandaqui.

O prefixo do avião é PT-OVC e pertencia à empresa de táxi aéreo Reali. Ainda não se sabe a causa do acidente.

A CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) interditou a avenida da Casa Verde entre as ruas Maria Curupaiti e Valdemar Martins, a av. Sóror Angélica entre Altino Antunes e Casa Verde, a r. Bernardino de Sena em toda sua extensão, a r. Maria Curupaiti entre a av. Casa Verde e Leão XIII. A alternativa de saída é a própria rua Leão XIII e Maria Curupaiti no sentido centro.

Testemunhas

Em depoimento à Globo News, Jefferson Griti, que trabalha em um restaurante da região, relata que escutou um barulho muito forte e reparou que a aeronave estava com baixa altitude. Logo em seguida, ainda segundo o rapaz, o avião perdeu o controle, rodopiou e caiu "de bico", levantando uma bola de fogo.

Griti disse que a aeronave atingiu a cozinha da casa de uma ex-colega de trabalho e que os moradores conseguiram fugir a tempo.

Segundo a Agência Estado, Fernando Simões, de 21 anos, um dos moradores da casa, tinha saído para ir ao supermercado e quando voltou viu a casa destruída pela queda do avião. Na residência moravam sua mãe, avô, tios, primos e primas. Na hora da queda, quatro adultos e um bebê estavam na casa.

Ainda segundo a Agência Estado, um vizinho afirma que o avião não explodiu no momento da queda. Foram ouvidas 3 explosões após o impacto com a casa.


http://noticias.bol.uol.com.br/brasil/2007/11/04/ult23u689.jhtm

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Início